segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Pelotas em saberes e sabores.

“A simplicidade é o último degrau da sabedoria”.
(Gibran Khalil Gibran, Poeta Libanês, 1883-1931)
***
Dia 07 de novembro foi quarta-feira e bênção de alegrias para eu e Silvia: costuramos novamente o rumo de Pelotas, a Princesa do Sul de teatros e alternativas de saberes e sabores.
Feira do Livro, a quadragésima, na Praça Coronel Pedro Osório, ofertório de cores, capas e páginas que falam com os leitores (quiçá, também com eventuais gnomos que devem brincar dentre as sombras verdes das árvores com carteira de identidade).
Na Doceria Marcia Aquino, novamente a certeza de que podemos saborear um ótimo e barato alimento sem sacrifício animal.
Na Praça palco da Feira, a Tenda Cultural “João Simões Lopes Neto”, desta vez para receber a 2ª Caravana de Escritores.
Por força dos veículos Zero Hora, RBS TV, Rádio Atlântida FM, as cadeiras logo ficaram repletas para seus ocupantes assistirem à prosa ao vivo e de corpos presentes dos escritores David Coimbra, Thedy Corrêa e Claudia Laitano,  com  o mediador Marcio Ezequiel.
Luiz Marenco, cantor e compositor nativista, estava na primeira fila, ao lado de sua esposa. A barba longa nem se movia, tal a atenção para os astros acomodados em cadeiras que falavam de suas experiências e ânsias literárias, etc.
Claudia Laitano mostrou-se fagueira, interessadíssima em falar de seu fazer-literário, de suas obras prediletas, numa simpatia contagiante, procurava responder inteiramente às perguntas de todos.
Thedy Corrêa, o vocalista da Banda “Nenhum de Nós”, mostrou-se, igualmente, simpaticíssimo, humilde, gracioso de fino humor. Disse que só tem boas lembranças de Pelotas, principalmente, do Laranjal, onde, em trio, se apresentou antes de um espetáculo de rock, e, noutra oportunidade, quando recebeu a notícia de que iriam gravar o primeiro disco.
Silvia e Juarez.
O mediador Marcio Ezequiel foi sábio na condução dos movimentos dos diálogos até quando um sujeito impertinente, a bebericar uma lata de cerveja, passou a inquirir Thedy Corrêa, sem pedir licença (que momento!!!).
Infelizmente, desafinou a caravana a arrogância de David Coimbra. Parecia estar enfarado das pessoas sentadas à sua frente, educadamente à espera de uma fala inteligente. Seu olhar era tão superior que parecia considerar a nós, assistentes, um populacho, uma cambada de chatos. Suas respostas eram curtas, e, quando não eram, procuravam impor sua autossuficiência como a de escrever o que quer, sem se preocupar em respeitar o público leitor. Quando (quando?!!!!) aprender lições de humildade com seus ilustre colegas, escreverá muito melhor.
De qualquer forma, a 40ª Feira do Livro de Pelotas veio para demarcar um espaço relevante para os livros e escritores.
Parabéns aos promotores e apoiadores, e que as cidades vizinhas – como Piratini – tenham a coragem de imitá-los.

Farias, Juarez Machado de. "Pelotas em saberes e sabores". Novembro de 2012. http://livredialogo.blogspot.com.br/
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported. Deve ser citada conforme especificado acima.
Licença Creative Commons
Baseado no trabalho em livredialogo.blogspot.com.br.
Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponível em discente.farias@gmail.com.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, pois sua opinião é muito importante!
Volte sempre!

 
Licença Creative Commons
Diálogo Livre de Farias, M. S. et alia é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Baseado no trabalho em livredialogo.blogspot.com.br.
Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponível em discente.farias@gmail.com.