terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

A renuncia do Papa

“Tu es Petrus et super hanc petram ædificabo ecclesiam meam et portæ inferi non prævalebunt adversus eam. Et tibi dabo claves regni cælorum.”
“Chegando ao território de Cesaréia de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: “No dizer do povo,  quem é o filho do homem?” Responderam: “Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas” Disse-lhes Jesus: “E vós quem dizeis que eu sou?” Simão Pedro respondeu: “Tu és Cristo, o Filho de Deus vivo!” Jesus então lhe disse: “Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus. Eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevaleceram contra ela. Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.” (Mt. 14, 13-19).
Raio atinge a Basílica de São Pedro horas após a renuncia .
Dia 11 de fevereiro, nós do Grupo Paroquial de Jovens aguardávamos na sede da Igreja Matriz de nossa cidade a chegada de nossos irmãos da cidade vizinha, os quais fazem parte da Pastoral da Juventude, e que passaram o dia conosco. Foi um dia de alegrias, de prática da fé. Mas, foi esta data também um tanto triste: O Vigário de Cristo abdicou.
A decisão de Bento XVI tomou-nos de assalto; sem dúvidas abalou todo o mundo, mesmo aqueles que não professam o catolicismo. Logo ele, um homem conservador, determinado, proceder algo que há 600 anos não ocorria: renunciar depois de eleito e de exercer o ministério pontifício.
Eu, como católico que sou, estou bastante consternado com a notícia, afinal, como disse certo bispo: “não se desce da cruz”. Não se sabe ainda como ficará a questão de se “transferir” tamanha autoridade e simbolismo para outro eleito. Será um tanto “estranho” possuirmos um “ex-papa” e um papa. Estamos habituados a ver o Vigário de Cristo exercer a liderança da Santa Igreja até a campa; de seguirem-se dias de luto e de vacância da cátedra de São Pedro, de conclave reunido à escolha de um novo Sumo Sacerdote, escolhido por Deus, através da inspiração do Espírito Santo nos membros do colégio cardinalício.
Bento XVI é um intelectual, um homem sábio, douto, porém muito humilde; cônscio de sua condição de servo de Deus, e também de sua responsabilidade enquanto pontífice. Embora não tenha recebido da população o mesmo apreço de seu antecessor, o amado Papa Beato João Paulo II, Ratzinger teve seu reconhecimento e apreciação por parte de intelectuais do mundo inteiro, indistintamente da profissão de fé ou crença e também por parte da Juventude.
O santo Padre, Bento XVI, renunciou à sua missão. Sabemos que o papado é uma responsabilidade muito grande, uma tarefa para poucos, para os escolhidos da Providência; buscamos compreender ao Vigário de Cristo, ainda que muito nos entristeça sua decisão, sabemos que o fez com alguma dor no coração; que fê-lo pelo bem único e maior que é a Igreja, para que ela siga sempre, de forma tenaz, no caminho da verdade, da vida, da luz, de Cristo: fundador da Una e Santa Igreja Católica Apostólica Romana. Aguardamos ansiosos, como filhos de Deus e da Igreja, que a Providência Divina, através do Conclave, cheio do Espírito Santo, nos designe um novo papa.
 Somente quem é grande de espírito, de coração, de sabedoria, mas, ao mesmo tempo humilde, é capaz de tomar grandes decisões; de reconhecer suas fraquezas e limitações. Somente me resta dizer, Santo Padre, parabéns pela Vossa coragem. Não é sem tristeza que acolhemos Vossa decisão, não obstante, a Juventude Católica permanece ao Vosso lado, apoiando-o em cada decisão.
Uns pelos outros e Deus por todos!

São Celestino V foi papa, santo e também renunciou por motivos de saúde. Recentemente Bento XVI afirmou em entrevista que se um papa não é capaz de cumprir seus deveres como papa, deveria deixar o cargo. Provavelmente viu no exemplo de São Celestino a confirmação de que a renúncia de um cargo pontifício não significa aversão a vontade de Deus. Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano, já noticiou que após um breve período em Castel Gandolfo, Bento XVI irá se recolher num mosteiro de clausura. Mais uma semelhança com São Celestino V, que também renunciou ao papado para terminar seus dias em oração dentro de um mosteiro. Quiçá as semelhanças entre Celestino V e Bento XVI não parem por aí: que seja Bento XVI santo como Celestino!


Farias, M. S. “A renuncia do Papa”. Fevereiro de 2013. http://livredialogo.blogspot.com/
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported. Deve ser citada conforme especificado acima.
Licença Creative Commons
Baseado no trabalho em livredialogo.blogspot.com.br.
Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponível em discente.farias@gmail.com

6 comentários:

  1. Este Papa Bento XVI,não vai me deixar saudade,nunca fui com a cara dele,tinha um jeito de ser pessoa ruim,já vai tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo(a), as aparências sempre enganam! O que vale não é a aparência exterior, e sim a interior. Bento XVI é um bom Papa, prova disso é seu desapego: foi capaz de abdicar de tudo pelo bem da Igreja, do povo. É uma pena que tenha abdicado!

      Excluir
  2. Muito bela a sua postagem, ao contrário do que disse o infeliz que nem coragem de se mostrar teve, o Papa Bento XVI vai deixar muitas saudades sim, com ele eu aprendi muito e me tornei ainda mais católico ao longo desses oito anos em que esteve à frente da barca de Pedro. Vai muito cedo, mas esperamos que o próximo chefe da Igreja de Cristo seja tão santo e diligente quanto foi Joseph Ratzinger!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço seu elogio e partilho de sua preocupação: que o próximo Pontífice seja tão santo quanto Bento XVI e que siga preservando nossos costumes, tradições, nossos dogmas!
      A paz de Cristo esteja convosco!

      Excluir
  3. Como não sou católica, não tenho muitos comentários a tecer sobre o papa e sua abdicação!
    Mas, torço para que a fé de todos sejam sempre renovadas, e que o bem e a caridade seja cultivada como a maior prioridade de qualquer igreja!

    Abraços, querida, adorei seus blogs (visitei todos eles)!
    :*

    ResponderExcluir
  4. CERTO EM QUANTO O CHIP O ANTICRISTO IRA FORÇA TODOS A USA-LO, E O POVO CRISTÃO QUE CRÊ EM NOSSO DEUS VIVO JESUS CRISTO, ELE IRÃO PERSEGUI-LOS MUITOS IRÃO IR PARA O LADO DO ANTICRISTO E MUITOS FICARÃO COM DEUS E SERÃO PERSEGUIDOS. COMO SERÁ ESSA DIVISÃO OS CRISTÃOS IRÃO TER QUE SE UNIR EU SEI QUE DENTRO DO VATICANO POSSO ESTAR ERRADO ESTA DIVIDIDO PERCEBO QUE POSSA, TER DISCAÇÕES, POIS PEÇO AO POVO CRISTÃO QUE FIQUEM AO LADO DE DEUS, CUIDADO QUE IREMOS SOFRER IREMOS PASSAR POR MUITAS PERSEGUIÇÕES, MAIS NÃO LARGUE DEUS VIVO QUE COM ELE ESTAREMOS VIVOS.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, pois sua opinião é muito importante!
Volte sempre!

 
Licença Creative Commons
Diálogo Livre de Farias, M. S. et alia é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Baseado no trabalho em livredialogo.blogspot.com.br.
Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponível em discente.farias@gmail.com.