terça-feira, 10 de setembro de 2013

Pintados de Vermelho

Os olhos pintados de vermelho do tanto chorar,

Demonstram o rancor incurável,
Pobre cantor, que grita de horror,
Ao ver aquela cor.

Ajuda,
Grita o corpo estirado, cansado dos mal tratos,
Respira,
Dentro de um abraço flamejante de amparo.

Que dor não há,  a não ser de um pensamento quebrado
Machucado,
E de alucinação forma-se os pedaços,
Um corpo que se vê programado para o caminho correto.


Ética,
Dura que não fascina muitos
Marca de ferida
O corpo já aluído por não saber seu afinco.

Responsabilidade,
Não sabe o que é,
Vive a vida absolutamente,
Mas um dia seus olhos já pintados, em outra face reinarão.

A qual demonstrará o que é importante,
Como um retrato de alguém determinado
A vencer ao menos o razoável
Se tornando um ser iluminado.



0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, pois sua opinião é muito importante!
Volte sempre!

 
Licença Creative Commons
Diálogo Livre de Farias, M. S. et alia é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported.
Baseado no trabalho em livredialogo.blogspot.com.br.
Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponível em discente.farias@gmail.com.